Por que os brasileiros compram casa própria no Japão?

0
10187

A história da moradia dos brasileiros que vieram ao Japão, começou com a instalação em alojamentos providenciados pelas empresas contratantes. Na década de 90, era comum encontrar apartamento com 6 a 8 moradores solteiros. E até dois casais dividindo o mesmo apartamento.

Com o tempo, a comunidade começou a ter acesso aos imóveis da Prefeitura (Shi-ei jutaku) e do Governo (Ken-ei jutaku ou danchi), onde se fixaram. Homi Danchi (Toyota), Chiryu Danchi, Kamiwada Danchi (Okazaki), Kyuban Danch(Nagoya) são alguns dos conjuntos residentes famosos em Aichi por aglomerar um grande número de estrangeiros, principalmente brasileiros.

Quando veio a crise, muitos imóveis foram desocupados. As imobiliárias tornaram-se mais flexíveis para aprovarem solicitação de aluguel por parte dos estrangeiros também. A comunidade passou a alugar por conta sua moradia, sem ter necessidade de depender da empresa contratante ou contratos com conjuntos residenciais do Governo ou Prefeitura.

Atualmente temos observado um grande interesse dos estrangeiros em comprar sua casa própria no Japão. O número de empresas imobiliárias que contratam brasileiros para atendimento ao público também aumentou bastante. Veja no nosso Guia de Imóveis.

Por que os brasileiros compram casas próprias no Japão?


Não tem planos de retornar ao Brasil

Muitos trabalhadores já estão em terras nipônicas há mais de 5 anos, com idade acima de 35 anos e não vêem muitas possibilidades de conseguir um emprego retornando ao Brasil. Decidiram ficar por aqui. Alguns até providenciaram o visto permanente.


Filhos pequenos em escolas japonesas

Uma grande parte das famílias com filhos, matriculam em creches e escolas japonesas. Os filhos se adaptam ao sistema educacional japonês que é gratuito até completar 15 anos. O curso colegial dá oportunidade para a criança ou prosseguir os estudos até a Universidade ou procurar trabalho. Nestes dois casos, a escola dá total assessoria e assistência, apresentando e orientando o aluno ao mercado que deseja entrar.


Situação econômica menos instável

Apesar dos salários estarem reduzidos, poucas horas extras, não há grandes oscilações de entrada e saída de funcionários nas empresas, como antigamente (grandes contratações, grandes cortes de funcionários).

A economia é uma incógnita, mas ainda é possível fazer um planejamento com o orçamento familiar. Com certeza, já não é possível economizar como nas épocas gordas, mas o ganho mensal dá para cobrir as despesas básicas de subsistência.


Seguro Social e outros benefícios

Atualmente os trabalhadores estão inscritos no Seguro Saúde do Governo  -shakai hoken-, que tem inclui o Plano de Aposentadoria. Este fato trouxe uma qualidade de vida melhor aos brasileiros, apesar dos descontos considerados altos nos salários. Ter seguro para cuidar da saúde é um fator muito importante e contribuir para o Plano da Previdência, garantirá uma aposentadoria no futuro.

Condução própria

Inicialmente os brasileiros trabalhavam em empresas que faziam o transporte à fábrica, com carros, wagons ou ônibus da empresa. (souguei). Este serviço ainda continua em vários lugares. O que observamos atualmente é que as empresas estão pagando a ajuda transporte possibilitando trabalhar com condução própria


Sociedade segura, praticidade

Vivendo no Japão, acostumamos com o nível de segurança em todos os sentidos. Isto nos dá tranquilidade para viver sem o stress de um assalto a qualquer momento, por exemplo. A comodidade e praticidade também são pontos relevantes para continuar morando no Japão. Lojas de conveniência 24 horas abertas, máquinas automáticas instaladas em qualquer cantinho da cidade. Trens e ônibus de cumprem rigorosamente os horários estabelecidos.


Juros baixos para aquisição de casa própria

Acredito que este é um ponto importante que faz muitos decidirem comprar seu imóvel no Japão. Mais baixo que juros para comprar de outros bens como veículos ou  aparelhos domésticos. Hoje está em torno de 1,03% ao ano.


Prestações mensais acessíveis

Muitos planos de compra de casa incluem prestações até 30 anos com valor igual ou inferior ao aluguel de um apartamento, dependendo do tipo de imóvel adquirido (casa recém construída, casa usada, apartamentos, tem preços diferentes).


Sem pagamento de entrada

Muitos financiamentos atuais são realizados sem necessidade de dar entrada na compra do imóvel. Isto ajuda bastante, pois a economia que tem guardado poderá utilizar para mobiliar a nova residência sem se preocupar em  pagar a entrada.


Sem avalista

A grande parte das transações são realizadas sem a necessidade de um avalista. Em alguns casos, a esposa assina como avalista, uma vez que tem rendimentos e trabalha. Na realidade a empresa financeira, entra com um seguro para garantir o pagamento das prestações. Isto é incluído no orçamento do imóvel.


Imobiliárias com atendimento em português.

Com o crescente número de empresas em todo Japão com atendimento em português, ficou mais fácil para o interessado sanar suas dúvidas, receber assistência para solicitar um financiamento bancário, assinatura de contrato de compra e venda, e todas as transações referente ao negócio. Estas empresas auxiliam o cliente desde a procura do imóvel (novo ou usado), até do terreno e construção da casa, acompanhando até a entrega oficial das chaves.


Os cuidados necessários ao comprar imóvel

  • Todo imóvel tem um imposto adicional de construção e terreno, que é anual (parcelado em 4 a 6 vezes). Mesmo que você fique desempregado, é necessário pagar este imposto que não é cobrado dos moradores de imóveis de aluguel. Normalmente no primeiro ano é isento deste imposto.
  • As prestações são fixas, na maior parte das vezes, e devem ser quitadas dentro dos prazos estabelecidos, mesmo que você esteja por exemplo, desempregado no momento. Por isso é necessário um planejamento para não passar apuros depois.
  • É recomendável  fazer um seguro da casa (construção) e também dos pertencentes, no caso de algum infortúnio como inundação, incêndio, terremoto. O pagamento é anual.
  • Se ficar desempregado, deverá procurar outro emprego na mesma cidade ou cidades vizinhas. Já não será possível mudar de região ou provincia para procurar emprego, como as pessoas que moram em imóveis alugados.
  • Deverá estar preparado para participar mais ativamente das atividades da comunidade, Associação de Bairro, junto com os japoneses. Isto também significa aceitar tarefas e responsabilidades dentro da comunidade local.
  • Dependendo do financiamento, poderá ter abatimento no Imposto de Renda por aquisição de casa própria. Não esquecer de providenciar o preenchimento da documentação para receber este benefício. Será orientado pela imobiliária ou construtora responsável.
  • Comprar um imóvel caro, com um financiamento longo requer muito planejamento do orçamento familiar e responsabilidade. Lembrando que se você tem filhos, despesas escolares também aumentam à medida que vão crescendo.
  • Se você comprar um imóvel usado, no decorrer de alguns anos, talvez haja necessidade de alguma reforma, troca, conserto, isto tudo deve estar dentro do seu planejamento no orçamento familiar.
  • Se o casal trabalha atualmente, ambos tem renda, porém, caso a esposa tenha que deixar o emprego, por exemplo, por causa da gravidez, ou após o nascimento do filho, o orçamento estará reduzido pela metade. Prever também esta possibilidade na hora de calcular o valor a ser pago na prestação da casa.

Requisitos básicos para comprar uma casa

  • Ter visto permanente
  • Estar inscrito no Seguro Social
  • Ter emprego fixo
  • Não ter dívidas pendentes

As exigências e requisitos variam conforme a instituição financeira. Converse detalhes com o agente imobiliário que poderá esclarecer suas dúvidas e melhor orientá-lo, caso você tenha interesse.


 


DEIXE UMA RESPOSTA